domingo, 14 de abril de 2013

A Casa Torta por Agatha Christie


22225

Título original: Crooked House

Autor (a): Agatha Christie

Editora: Record

Número de páginas: 238

Gênero: Romance policial


O octogenário Aristide Leonides, dono de grande fortuna, é envenenado em sua mansão, onde vivia com toda sua família - sua esposa, cinquenta anos mais jovem, dois filhos, duas noras, três netos e uma cunhada. Qualquer um poderia tê-lo matado. O único motivo evidente é a fortuna deixada como herança. Mas parece pouco provável que alguém se dispusesse a sujar as mãos por causa do testamente de um velho em idade já tão avançada. Charles Hayward não tem como não se envolver na história: Sir Arthur Hayward, seu pai, é o comissário-assistente da Scotland Yard responsável pelo caso; e Sophia, com quem pretende casar, é uma das netas da vítima. Portanto, Charles tem seus motivos para tentar solucionar o mistério.

Acho que já li, no mínimo, uns vinte livros da Agatha Christie e é impossível deixar de amar de uma hora pra outra os livros de uma autora tão talentosa. O fato de uma escritora conseguir lançar tantos livros de sucesso que duram até hoje (mesmo ela estando morta) e ainda ganhar um apelido mundialmente conhecido é algo sensacional. As obras da Rainha do Crime sempre vão ter seus lugares reservados na minha estante e aqui no blog.

De todos os livros que já li da autora, apenas um deles não havia a presença do ilustre detetive Hercule Poirot, então decidi que ler A Casa Torta, onde o detetive não faz presença, era uma boa ideia. Mesmo sem a presença do meu personagem da literatura favorito, A Casa Torta conseguiu ser arrebatador. Nele, Agatha Christie nos trás mais perto o sentimento de terror em ser rodeado por seus familiares e saber que um deles não é o que realmente parece. A autora nos faz entender o que um assassino pensa, como ele pode ser, suas características e seu modo de pensar, não importando o tipo de pessoa ou sua classe social.

"A gente muitas vezes sente que esses sujeitos simpáticos foram surpreendidos pelo crime quase acidentalmente. Ou eles estavam na miséria, ou queriam algo com todas as forças, dinheiro ou uma mulher, e matariam para conseguir isso... O freio que age conosco não age com eles. Uma criança, você sabe, transfere o desejo em ação sem nenhum remorso. Uma criança zangada com seu gatinho diz: "Eu mato você" e bate-lhe na cabeça com um martelo... e depois morre de chorar porque o gatinho não fica vivo outra vez! Uma porção de crianças tenta tirar o bebê do berço para "afogá-lo", porque ele usurpa atenção... ou interfere em seus prazeres. Elas chegam muito cedo, felizmente, a um estágio em que sabem que isto é "errado", isto é, que se fizerem isso serão castigadas. Depois, começam a perceber que isso é errado. Mas algumas pessoas, eu penso, permanecem moralmente imaturas. Continuam a considerar que o crime é errado mas não sentem isso. [...] pág. 111"

O desfecho da história se mostra algo fantástico, um final com certeza não esperado para muitos leitores. Fico feliz de dizer que acabei por acertar as chaves do mistério, descobrindo quem era o assassino antes das últimas páginas do livro. Indico sem duvida alguma A Casa Torta para os que ainda não conhecem a magnitude da escrita da autora. O livro trás alguns personagens muito curiosos, personagens tão tortos quanto a casa torta.

4 comentários:

  1. Também adoro a Agatha, apesar de não ter lido tantos livros dela como vc!!! Minha mãe tem uma coleção imensa antigona dela. Mas meu mesmo eu só tenho dois; o Expresso do Oriente e o Misterioso Sr Quin! Com certeza os livros dela são demais, o desenrolar... tudo! É perfeito!

    beijos
    Kel
    http://porumaboaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amo Agatha ! A Mestre do Suspense! Fiz uma resenha nesses dias, ve lá no site!
    E eu gostei da dica, vou colocar na lista muhahahaha

    Até mais \õ
    www.tenerdificando.com.br

    ResponderExcluir
  3. Também amo Agatha Christie, mas não li muita coisa dela ainda não, mas pretendo.
    O meu preferido dela, até agora, é Assassinato no Expresso do Oriente.

    ResponderExcluir
  4. Theo, recomendo E Não sobrou nenhum( O Caso dos 10 negrinhos). Nada supera

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :I :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Pode comentar a vontade! Diga se gostou da postagem,
se ela te trouxe alguma inspiração ou coisa parecida!
Sempre irei responder os seus comentários!
O Um Jovem Leitor agradece.
Abraço a todos!
Vini.