sábado, 2 de março de 2013

Redenção por Lívia Lorena

25555

Autor (a): Lívia Lorena

Ano de lançamento: 2011

Número de páginas: 454

Gênero: Romance, suspense


Ruby é uma moça de vinte e poucos anos que tem um futuro normal com boas expectativas. Vivendo com sua família no coração de São Paulo, ela nunca imaginou que se tornaria o centro de uma gerra que já perdura séculos. Após um incidente comum nos noticiários, ela se vê banhada num mar vermelho sangue que insiste em puxá-la cada vez mais fundo, onde um vazio negro cheio de desejo e ânsia por dor e sofrimento clama por seu nome. Ruby. Ela não sabe como sua vida deu tal guinada, não entende as razões de ter sido jogada em um mundo onde a sede por sangue grita silenciosamente em seu peito, nos momentos em que ela mais desejava estar em paz. Há uma guerra sendo ocultada pelas manchetes de TV. Há muito dinheiro envolvido e poder em hjgo e Ruby percebe que sozinha não tem chances de encontrar as respostas que procura, mesmo que elas estejam dentro dela, fluindo em suas veias. Ela acredita que tudo está perdido, mas quando surge na escuridão Aaron, seu zeloso companheiro, Ruby percebe que mesmo nas mais terríveis situações, existe espaço para a felicidade e para a devoção que só o sangue é capaz de conferir.
Sim, Redenção é mais um livro com o assunto principal vampiros. Provavelmente você acha que vampiros já caíram na boca do povo e já viraram moda, mas sabe o que eu acho? Eu concordo! Assim que a saga de Stephanie Meyer foi lançada com seus quatro livros, vários fãs enlouqueceram com os sangue-sugas apaixonados esquecendo por completo da verdadeira forma original que Bram Stoker criou dessas criaturas. Até eu estou cheio disso, admito. Logo no início de Redenção podemos ler que neste livro os vampiros não são como os outros - palavras da escritora -, mas, sinceramente, são sim! Há os vampiros do bem que se apaixonam pela protagonista e há os vampiros do mal que desejam o poder. Quem nunca já ouviu essa história antes?

Redenção possui uma das estórias mais chatas que eu já vi, além de possuir alguns erros. Acabei me irritando de ler cada fala do livro ser terminada por reticencias e não por ponto final. Comecei a ler o livro sem ao menos ter lido sua sinopse porque, caso você a leu acima, ela não consegue esclarecer coisa alguma da estória! O máximo que sabemos é que Ruby - a protagonista - se vê confusa em uma situação que envolve riscos e muito dinheiro. Grande parte do livro é dessa forma, falando dos sentimentos de Ruby em exorbitância. Sim, esse livro de Lívia Lorena me fez querer pular vários parágrafos!

É claro que além de me decepcionar com a estória, eu tinha que me decepcionar com os personagens também. Ruby é a metade vampira e metade humana. Não gostei dela assim como não gostei de Aaron, o vampirinho do bem (o Edward de Redenção) que, é óbvio, podemos perceber desde o início que namoraria Ruby. Torci do começo ao fim para que ambos se dessem mal no livro e acabassem morrendo (não sou mal, só odiei o casal). Outra coisa que conseguiu fazer meu apreço á estória decair foi o fato de vampiros poderem beber sangue de outros vampiros. Muitas vezes é relatado no começo que esses vampiros tão "diferentes" que Lívia Lorena criou são imortais e de uma força extrema, mas basta alguém tomar um pouco do seus sangues que todos já enfraquecem a ponto de morrer em casos mais sérios.

Fiquei sabendo que Redenção terá uma continuação que tenho certeza que não lerei. Por enquanto foi o livro mais demorado que li em 2013. Não por causa das suas 454 páginas, mas sim por causa de uma estória que me decepciona. 
Li Redenção pelo book tour da autora. Não gostei do livro e acho que é meu dever como blogueiro e Jovem Leitor dar a impressão verdadeira da minha opinião sobre tal. Lamento se acabei não agradando aos fãs que gostaram do livro ou até a autora. Mas quem sabe eu acabe gostando de outras outras de Lívia Lorena.

4 comentários:

  1. Nossa, esse livro me pareceu terrível! rs. Nunca tinha ouvido falar sobre ele, e não me animei nem um pouco... eu gosto dos livros da Meyer, mas acho que se eles já existem, não precisamos de outros iguais, né? Adorei a sua resenha e sinceridade :)
    Beijo, Larissa
    Another Words
    http://anothersimplewords.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sou apaixonado pelos livros da Meyer, Lari. Concordo que outros iguais são totalmente desnecessários. Lamento dizer, mas não indico Redenção para meus melhores amigos leitores.
      :D
      Obrigado pelo recado!
      Abraços!

      Excluir
  2. Oi Vinicios, o que mais gostei na sua resenha foi a sua sinceridade. Eu não conhecia o livro, e agora nem pretendo conhecer.

    Um beijo,
    Emily Swan
    Livro Apaixonado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Emily! Fico feliz que gostem das minhas resenhas :D
      Obrigado pelo recado!
      Abraços!
      :D

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :I :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Pode comentar a vontade! Diga se gostou da postagem,
se ela te trouxe alguma inspiração ou coisa parecida!
Sempre irei responder os seus comentários!
O Um Jovem Leitor agradece.
Abraço a todos!
Vini.