terça-feira, 7 de agosto de 2012

Assassinato na Biblioteca por Helena Gomes

Assassinato na Biblioteca
  44444

Ano de lançamento: 2008

Número de páginas: 256

Gênero: Aventura e mistério

Prepare-se para se surpreender. Assassinato na biblioteca é uma bem costurada trama de ação e suspense que prende a atenção do leitor do início ao fim. Mas não é só isso. Com um enredo que vai e volta no tempo, o livro conta a história de mistério que beira o sobrenatural, no ritmo das narrativas policiais, mas oferece mais do que puro entretenimento. Para decifrar o assassinato na biblioteca do tradicional colégio onde estuda, em Santos, no litoral paulista, o jovem Igor se envolve num intricado quebra-cabeças e acaba descobrindo muito sobre um período negro da História do Brasil: a ditadura militar. 

Um livro único. Assassinato na Biblioteca me conquistou e agora estará marcado na minha memória junto a outros tantos outros bons livros. Chego a compara-lo com as magnificas obras de Agatha Christie, pois Helena Gomes é realmente uma escritora revolucionaria também.

A narrativa do livro trás palavras simples, de fácil entendimento, que são usadas na nossa rotina de cada dia. Mesmo assim, a escritora é capaz de nos fazer rir, nos impressionar, sentir raiva pelos personagens que vão perdendo a vida durante a história e tantas outras emoções pessoais que vão aparecendo no decorrer do livro.

Eu comparo a história do livro como uma novela, com tramas de paternidade, mortes e até romance. Tudo acontece após Igor, o protagonista, encontra Conceição, a bibliotecária da sua escola, morta junto com o fantasma de Lara, uma garota que morrera à muito tempo naquela mesma biblioteca. Quem matou Dona Conceição?

O livro é impressionante em vários quesitos. Ele nos prende na história que não conseguimos soltar o livro sem termos lido pelo menos quatro ou cinco capítulos seguidos um atrás do outro, particularmente foi assim comigo.

Outro quesito muito importante e muito bom do livro é o tipo com que a história é narrada. Me apaixonei por essa narração pois enquanto estamos lendo, do nada a autora troca de "cena", vamos dizer assim, e troca para outro ocorrido. Isso aumenta a tenção e o suspense do livro. Simplesmente magnifico!

Não vou dizer que não suspeitava do final, mas mesmo assim fiquei surpreso com a revelação do assassino. Amei o livro do mesmo jeito e indico a todos!!! Meus personagens favoritos na história foram a Lara, a fantasma e Gustavo, padastro de Igor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode comentar a vontade! Diga se gostou da postagem,
se ela te trouxe alguma inspiração ou coisa parecida!
Sempre irei responder os seus comentários!
O Um Jovem Leitor agradece.
Abraço a todos!
Vini.